Marqués de Castilla Crianza

LA MANCHA, ESPANHA

Crianza é uma classificação típica dos vinhos espanhóis, regulamentada por lei,

e associada ao tempo de amadurecimento e de envelhecimento do vinho

até que possa ser comercializado.
Na Espanha, a Ley de la Vina y el Vino determina que um tinto só pode

ser considerado crianza se envelhecido por um período mínimo de 2 anos

(com seis meses em barris de carvalho). No caso dos brancos, o período mínimo

é menor, sendo de 1 ano e meio (com seis meses em barris de carvalho).

Tipo: Tinto

Casta(s): 100% Tempranillo

Teor Alcoólico: 12,5%

Açúcar: 4 g/l

Acidez total: 3,20 g/l 

PH: 3,70

Vinificação: Após o esmagamento e desengace autovaciantes começa

a fermentação em cubas de inox com temperatura controlada. Maceração com as peles é muito tempo com um controle abrangente sobre bombeamento. Após a fermentação, vai descansar por seis meses

em barricas de carvalho americano grau médio de tostado.

Envelhecimento: 6 meses em barricas de carvalho americano e 12 meses

em garrafa.

NOTAS DO ENÓLOGO

Visual: Cor granada, camada médio-alto.

Aroma: Nariz de boa intensidade, bem equilibrado entre aromas primários

de frutas vermelhas e aromas de baunilha e torrado próprio lado de barricas

de carvalho americano.

Paladar: Na boca, é redondo e bem equilibrado, com um ataque suave, mas convincente. Os taninos doces e macios proporcionam um final muito agradável.

Harmonização: Carnes vermelhas, caça e queijos gordurosos ou curados e patés.

Temperatura de Serviço: Entre 7°C a 8°C.